segunda-feira, março 24, 2008

Sílaba a sílaba


LIBERDADE

O poema é
A liberdade

Um poema não se programa
Porém a disciplina
- Sílaba a sílaba -
O acompanha

Sílaba por sílaba
O poema emerge
- Como se os deuses o dessem
O fazemos

Sophia de Mello Breyner Andresen, in O Nome das Coisas, Caminho, 2004
Foto: Isabel Solano

Sem comentários: