terça-feira, novembro 06, 2007

Mário Cesariny (4)


LAFCÁDIO

o que a minha mão segue
tem mais perplexidade que moral
nunca é só triste nunca é só alegre
é o instante a curva desigual
a seta desferida
pela gratuitidade acontecida

Mário Cesariny, in Manual de Prestidigitação, Assírio e Alvim, 1980

Sem comentários: