sexta-feira, novembro 09, 2007

Muito profunda cogitação do dia

Um blogue, este como tantos que tenho visto, faz-me lembrar algo como um cemitério de pensamentos. A maioria dos transeuntes passa sem entrar e só muito de vez em quando alguém aparece para deixar umas flores. Só o morto lá está, e por vezes bastante atarefado a compor a campa. Só por isso se sentirá vivo alguém dentro do seu blogue? Estranhos hábitos temos nós, moradores da modernidade... E porque me lembrei agora da condição pós-moderna de Lyotard?

Tenho fotos de pegadas na areia de que gosto bastante. Amanhã ou depois, ou talvez nunca, hei-de cogitar sobre a hipótese de um blogue se poder comparar antes a um repositório de passos perdidos.

Sem comentários: