quarta-feira, dezembro 05, 2007

Em ruína


Levei as mãos aos olhos para ver
se mesmo em ruína inda existias,
mergulhei no sol os dedos todos,
vêm molhados das águas fatigadas -
o corpo perdia-se frente aos dias.

Eugénio de Andrade, in Matéria Solar, Limiar, 1980
Foto: Isabel Solano

Sem comentários: