sexta-feira, dezembro 28, 2007

Nada em comum com as gaivotas


TARDE

O que eu queria dizer-te nesta tarde
Nada tem de comum com as gaivotas.

Sophia de Mello Breyner Andresen, in No Tempo Dividido, Caminho, 2003
Foto: Isabel Solano

1 comentário:

Chiara Luna disse...

Adorei vir até aqui!
Um pouco da alma portenha há em quem ama poesia.
Gina