terça-feira, janeiro 01, 2008

Quadrinhas à mulher da mágoa antiga


Esta mulher que aqui vejo
Traz pela trela mágoa antiga:
Não a faz mover um beijo
E nunca se ri comigo.

Esta mulher é de pedra,
Tem coração de metal,
Não há carícia que a leve
a livrar-se do seu mal.

Larga a mágoa pelo caminho,
mulher que passas por mim!
E deixa-a ficar sozinha,
que te amargura sem fim.

Ao ver-te fico a pensar
- E ainda não decidi -
Se és tu quem arrasta a mágoa,
Se a mágoa te arrasta a ti.

Rui de Morais, in Do Riso das Insónias, inédito, 2007
Foto: Isabel Solano

Sem comentários: