segunda-feira, fevereiro 04, 2008

Explicação das lágrimas dos salgueiros


à superfície imperturbável de ti
flutuam as garças brancas e algumas folhas
que o vento do outono soprou

mas os salgueiros choram
porque têm cabelos que te penetram fundo
e nas pontas dos cabelos pequenos olhos
de ver no escuro

os cabelos dos salgueiros
conhecem de cor o teu mundo

Bárbara Pais, in Dos Rios e Outras Águas, inédito, 2008
Foto: Isabel Solano

Sem comentários: