terça-feira, março 11, 2008

No amor é indiferente a cor


PELE

Temos a mesma pele,
descobri anos depois.
É isso que nos impele
a sermos um, sendo dois.
Amar é ter a mesma pele,
o resto vem depois.

(E não falo da cor,
que é indiferente no amor).

Torquato da Luz, in Ofício Diário, Papiro Editora, Porto, 2007
Foto: Isabel Solano

Sem comentários: