sábado, março 08, 2008

Sem ser javanês

A propósito de um poema de René Ghil, uma experiência de Rui de Morais, tentada neste laboratório. Divertimentos...



Nampa dassina tu ni
contra savi fon tará
son si son cá tanu tavi
son si vanaton camura
balha, balha con saba
balha, balha con tava pa
ba zai crata ba turai
chanitu nata barai

Rui de Morais, in Para Ler sem Lupa, inédito, 2008.
Foto: Isabel Solano

Sem comentários: