terça-feira, março 18, 2008

Às vezes sol


COLABORADORES

Gosto de ler as cartas dos Poetas.
Algumas dizem pouco. Quase nada...

Um lívido circuito nas rosetas
Das letras... Às vezes sol
Fugindo entre águias pretas
A Dor que se adivinha sob
As unhas rosadas
Que influem no papel e nas canetas.

Natércia Freire, in "A segunda imagem", Antologia Poética, Assírio & Alvim, Lisboa, 2001
Foto: Isabel Solano

Sem comentários: