segunda-feira, março 10, 2008

Sentires ambivalentes


Quando o sol alonga as nossas sombras diurnas
sobre as amplas dunas ainda quentes
conhecemos sentires ambivalentes:
na saudade do dia que ainda não morreu
desejamos já a noite que anuncia o céu.

Bárbara Pais, in Impressionismos, inédito, 2008
Foto: Isabel Solano

Sem comentários: