sexta-feira, junho 06, 2008

Comme d'habitude


Não choveu na praia
e, se tivesse chovido,
nem o mar salgado
teria percebido
esse doce travo.

Uma gaivota pousou nas rochas,
um navio passou ao largo,
comme d'habitude,
e, no entanto,
não choveu na praia.

Chocolate quente,
sossego pela vidraça,
contemplação.

Fevereiro de 2007

Bárbara Pais, in In Vida Veritas, inédito, 2007
Foto: Isabel Solano

Sem comentários: