quarta-feira, junho 04, 2008

N'adhérez jamais


DE 1 A 65

"N'adhérez jamais"
Georges Bracque


Nasci d'asas
Com asas
Cortaram-me as guias
De pé no chão
Vieram os filhos
Cortaram-me os pés
Cresceram as asas
Sei só voar
Sem pé em terra
Sem pé no ar
Tenho pé no ar
Filho d'asas
Sabe voar.

Almada Negreiros, in Fernando Guimarães (org.), Simbolismo, Saudosismo e Modernismo: Antologia de Poesia Portuguesa, Quasi, 2001.
Foto: Isabel Solano

Sem comentários: